Língua e Literatura

Acordo ortográfico é adiado no Brasil

O governo federal adiou para 2016 a obrigatoriedade do uso do novo acordo ortográfico, que altera a grafia de cerca de 0,5% das palavras em português.

A decisão foi encarada como uma atitude diplomática, uma vez que o governo brasileiro quer sincronizar as mudanças com Portugal, que concordou oficialmente com a reforma ortográfica, mas ainda resiste em adotá-la.

Não há sanções para quem desrespeitar o acordo, que é apenas uma tentativa de uniformizar a grafia da língua portuguesa entre Brasil, Portugal, países da África e Timor-Leste.

cplp

Os comentários estão desativados.