Língua e Literatura

Centro do Rio ainda preserva moradias que inspiraram romance O Cortiço

Após 125 anos da publicação do livro O Cortiço, de Aluísio Azevedo, o Rio conserva moradias que inspiraram um dos mais famosos romances brasileiros.

Leia a matéria no Jornal O Dia.

'Eram cinco horas da manhã e o cortiço acordava, abrindo, não os olhos, mas a sua infinidade de portas e janelas alinhadas' (Trecho de 'O Cortiço') Foto:  Paulo Araújo / Agência O Dia

“Eram cinco horas da manhã e o cortiço acordava, abrindo, não os olhos, mas a sua infinidade de portas e janelas alinhadas.” (Trecho de O Cortiço)
Foto: Paulo Araújo / Agência O Dia

Os comentários estão desativados.